Porque eu cansei de tentar entender…

Eu voltei para casa procurando seu abraço, seu afago e seu sorriso. Que bobagem, sei que você não estaria lá. Então eu ligo o rádio, aumento o volume e coloco a nossa canção para tocar. Aquela que diz “Estranho seria se eu não me apaixonasse por você…”. E quer saber? Eu perdi muito tempo com pessoas erradas e ao te encontrar em meu caminho, percebi de imediato o quanto você me faria bem. E mesmo de longe, ainda faz. Ter você na minha vida foi a forma que aprendi que amor é liberdade, não se pode prender a si mesmo numa relação à dois. Infelizmente, isso só aprendi quando você se foi. Eu não sabia como te mostrar os meus defeitos, a tal parte obscura que esconde todos os nossos pedaços quebrados. Você se doava e eu recuava. Você estendia a mão e eu puxava de volta. Meu medo era de te assustar como tudo que acabei guardando, só que acabei fazendo mal a mim mesma. Agora eu te entendo, ah e como te entendo… Quantas vezes depois da sua partida não desejei ter deixado me levar por sua mão? Quantas vezes não me arrependi por querer que nosso relacionamento fosse construído apenas de qualidades? Nesse tempo, aprendi que são os defeitos que fortalecem o sentimento. O coração não busca perfeição, ele anseia por paixão. E se não há a entrega total de ambos, um coração não pode bater por dois.

Vanessa Pérola em parceria com Vitória Bezerra do instagram @ondevocetempaixão

Follow on Bloglovin

Cristã. Estudante de psicologia, amiga e sonhadora. Inquieta e tagarela. Amante dos cachos, apaixonada por vírgulas. Posso dizer que amo estar envolvida nas questões sociais e fazer novas amizades. Sempre aberta ao diálogo e a dar conselhos sobre os mais diversos temas. Amo escrever e por isso criei o blog. Um sonho: ter um livro publicado! Quer conversar? Chama nas redes sociais ou no email, será muito legal bater um papo com você.