Para meu amigo Iago Brilhante!

Amigo é um presente divino! Mesmo ausente está sempre presente, isso é engraçado. Temos o costume de confundir amizade com onipresença e exigimos que as pessoas estejam sempre por perto, de plantão. Amizade não é dependência, submissão. Não se tem amigos para concordar em tudo, mas para revisar os rascunhos e duvidar da letra. É independência, é respeito, é pedir uma opinião que não seja igual, uma experiência diferente. É saber na prática.
Tantos se dizem amigos hoje. Porém, amigo mesmo modifica a nossa história, chega a nos combater através da verdade, supera conflitos e indecisões. São capazes de brigar com a gente pelo nosso bem estar, ou até mesmo, brigar só por brigar.
De uma coisa eu sei, amigo que é amigo não precisa de cadastro. De uma ficha de inscrição onde contenham todos os seus dados, vindo a morrer por falta de atualização. Ser amigo não é somente chamar pra festa. Pra ser padrinho. Ou assistir filme em casa. Não é só dar presente, mas ser presente. Não é só ser presente, é ter presença.
É estar junto apenas. É dançar, abraçar e chorar. É esticar a mão mesmo sabendo que pode cair. É levantar mesmo sabendo que pode cair de novo. É ver a lágrima e enxugar. Ser livre e preso ao mesmo tempo. É emprestar o ouvido mesmo quando se quer usar a boca. É ter vontade de desistir e não fazer apenas, porque não quer que ele desista de você. É ele querer desistir e você dar ânimo pra ele continuar.
É querer que seja insistente. Que dure pra sempre. Que seja clichê. Que altere o riso. Que traga sorriso. Que traga paz. Que acalme as guerras. Que seja insistente. Que desperte o humor. Que traga conselhos. Que fale de amor. Que tenha defeitos. Eu tenho demais. Que nunca nos julgue. Mas que sempre ajude. Que nunca desista. Nem olhe pra trás. Mas sempre persista. Que tenha nutella, canela e café. Que tenha beijo, abraço e bombom. Que tenha frio, ninho e carinho.
Ser amigo é canto. É mais e tanto.

Com amor,
Vanessa Pérola.

Achada em sua graça, lugar que me faço feliz. Quando olho em seus olhos, sei quem realmente sou. Que as palavras aqui escritas, encontre repouso em seu coração! Não curto café, nem mimimi!