Os textos que desisti de enviar – Sinopse

Oi gente, tudo bem? Decidi perder o medo e publicar aqui no blog o meu primeiro livro. Embora ele já esteja concluído, vou postar em partes, para gerar mais interesse. Espero muito que você goste e se identifique em alguma história que eu escrevi. Estou bem empolgada e ansiosa para receber o seu feedback, então por favor, comente, interaja, isso é muito importante! Desde agora, muito obrigada!
O nome do Livro é: “Os textos que desisti de enviar” e ele será postado na plataforma Wattpad toda quarta-feira e aqui no blog toda sexta-feira as 18:30.

Sinopse

Quem nunca escreveu aquela carta de amor, um e-mail sobre determinado assunto, um plano para o futuro – que envolvia outra pessoa – e acabou arquivando por algum motivo? Quantas foram às vezes em deixamos de lado aquele texto por medo da reação do outro? Esse livro fala sobre isso, textos que foram escritos, nunca foram enviados, mas que tratam de sentimentos que foram vivenciados. Em cada parágrafo tento imprimir as emoções que me sufocaram em determinados momentos, o caminho para a superação e o alívio por conseguir seguir em frente.

Por isso, peço que não se limite a somente ler cada página, mas sinta os textos. Veja você, sua amiga, sua mãe, algum conhecido, veja alguém em cada página. Converse com o texto, faça anotações, marque aquele que mais gostou e que lhe chamou mais à atenção. E o mais essencial de tudo, escreva a partir dessas histórias, as suas histórias. Porque mesmo que não tenha a intenção de expor, vai ter tirado um peso das suas costas, porque escrever é se libertar.

Aproveite e se delicie com a leitura.

Abraço,
Vanessa Pérola.

Clique aqui e me siga no Wattpad.


“Caso queira compartilhar o conteúdo, bem como imagens, textos, projetos ou postagens deste site, redirecione um link para este blog o apontando como fonte original.
— Todos os direitos autorais deste site e da autora são reservados e estão protegidos por lei.”
© 2017 – Vanessa Pérola. Todos os direitos reservados.

Achada em sua graça, lugar que me faço feliz. Quando olho em seus olhos, sei quem realmente sou. Que as palavras aqui escritas, encontre repouso em seu coração! Não curto café, nem mimimi!