O garoto que mora distante

É engraçado como algumas coisas começaram a ter um sentido diferente a partir do instante em que te conheci. Se bem que não nos vimos pessoalmente ainda, mas já imaginei esse momento algumas vezes. Será meio tosco, estranho e a gente totalmente sem jeito. Com certeza vou olhar para baixo como se eu estivesse conferindo se calcei os sapatos corretamente. Vou colocar o cabelo atrás da orelha milhões de vezes, não como uma tentativa de fazer charminho, apenas como uma atitude de alguém que não sabe o que fazer.

Sei que a cada frase que você disser um sorriso meio bobo vai brotar em meus lábios, afinal isso é o que acontece a cada vez que recebo uma mensagem sua. Tudo bem, eu sei que é meio cafona, porém não posso negar que me apaixonei pelo meu amigo de Whatsapp.

Me vejo idiota e ao mesmo tempo acho graça disso. Sinto frio na barriga a cada conversa e um incômodo muito grande quando, por algum motivo, você demora a me responder. E isso é loucura. A gente mal se conhece. Porém, já nos vejo juntos. Tento bancar a durona e não me deixar levar, só que essa sua mania de cuidar de mim e querer saber como foi o meu dia me desmorona.

O que eu mais queria é que morássemos perto, pois tantas foram às vezes em que peguei o celular para te ligar e dizer: vem aqui me ver, estou precisando do seu abraço. E tudo isso é estranho porque eu me vejo como se fosse parte de você, como se já tivéssemos uma história.

Tudo o que me vem à mente quando a gente conversa é que te quero mais perto, para assim te conhecer melhor. Posso dizer que tem sido muito fácil gostar de você. Outra coisa é dizer que já te amo. E eu gosto do jeito como as coisas estão caminhando. Temos uma sintonia tão grande, tudo parece se encaixar. Sempre rio quando estou escrevendo algo e imediatamente você envia o seu texto primeiro e era exatamente aquilo que eu mandaria.

Outra coisa que assusta é a semelhança dos nossos sonhos, mas também me deixa segura, porque sei que posso ter ao meu lado um amigo, companheiro, alguém que me incentiva a crescer e que vai longe comigo. É meio esquisito imaginar tudo isso, mas também é gostoso acordar, desligar o despertador e já ter uma mensagem sua para me despertar de vez.

Não conheço sua família direito, mas pelos seus amigos eu tenho uma breve noção do quanto é querido e de como seus pais te criaram tão bem, fazendo de você um verdadeiro homem.

Meus amigos ainda não sabem sobre nós e se um dia alguém me perguntar se eu imagino onde tudo isso vai dar eu não saberei responder. E nem quero.

Sim, eu sei que te conheço pouco, mas estou interessada em você, na sua vida e em te fazer feliz. Em ser aquela que vai cuidar de cada detalhe para que o sorriso em seu rosto nunca falte. Mas, enquanto a gente não se conhece, o que me resta são esses devaneios e as nossas conversas no whatsapp.

Vanessa Pérola

Cristã. Estudante de psicologia, amiga e sonhadora. Inquieta e tagarela. Amante dos cachos, apaixonada por vírgulas. Posso dizer que amo estar envolvida nas questões sociais e fazer novas amizades. Sempre aberta ao diálogo e a dar conselhos sobre os mais diversos temas. Amo escrever e por isso criei o blog. Um sonho: ter um livro publicado! Quer conversar? Chama nas redes sociais ou no email, será muito legal bater um papo com você.