Meu maior ato de coragem!

Oi gente, o tema desse mês proposto pelo grupo “Projeto vai um café” foi: MEU MAIOR ATO DE CORAGEM! Tema difícil, pois quem me conhece sabe que vivo em uma constante luta interior para abandonar meus medos. Mas coragem não tem a ver apenas com atos heróicos, desafios encarados como perigosos ou coisas do tipo. Existe a coragem ligada ao nosso emocional, àquela que precisamos para enfrentar os problemas e até mesmo resolver questões internas mal resolvidas.

Bom, como todos sabem sou cristã, e no mês de março em uma conferência eu pedia muito a Deus que me ajudasse a ser livre do medo para que eu pudesse ousar mais e ter coragem para investir em meus sonhos. Bom, senti muito forte em meu coração Deus me dizendo: “Você é livre, então aja assim!”

Com isso comecei a lembrar de alguns atos de coragens que tive. Desde pequena eu sofria bullying pela cor da minha pele, pelo do meu cabelo e pela minha aparência. Por causa disso alisei os meus cachos e vivia presa em pensamentos suicidas. Mas eu fui crescendo e fui me libertando disso tudo, ao ponto de me tornar blogueira de cabelos cacheados e hoje sirvo de inspiração para tantas meninas, que como eu era no passado, se sentem feias, desvalorizadas e não sentem vontade em viver.

Assumir meus cachos está ligado ao fato de me assumir. Não foi apenas uma mudança física, pois se eu não estivesse bem resolvida internamente não iria adiantar. Eu precisei ser forte para romper com as vozes que diziam coisas contrárias sobre quem eu era de fato e assim trazer isso para fora, expondo a todos a minha mudança. Saí da condição de vitima e assumi o papel principal na minha vida. E lógico que, ainda sinto que algumas coisas em mim precisam mudar, mas essas mesmas coisas não me prendem.

Fui corajosa também quando passei por dois términos de relacionamentos e precisei me reinventar, reinventar a minha história, ou seja, começar de novo. Términos sempre exigem coragem, pois se não formos corajosos podemos viver eternamente presos em emoções e sentimentos negativos, que pode nos transformar em pessoas amargas e sem esperança. Nesse momento, eu acreditava que nunca mais seria feliz, mas hoje posso dizer que sou mais feliz do que pensei. Isso é uma verdade!

Tenho vários casos de atos de coragens, mas vocês teriam que passar muito tempo lendo. Mas se você for um leitor assíduo verá que em cada texto eu tento deixar um pouco da minha coragem e sobre o que eu aprendi a respeito disso. E sabe, ter coragem é muito diferente de não ter medo. Ter coragem é fazer mesmo se estiver com medo, é ir além mesmo acreditando que não é capaz. Por isso tente ousar mais, sonhar mais e realizar os seus sonhos, pois ao final perceberá que nem era um bicho de sete cabeças como costumamos pensar.

Seja forte e corajoso! Josué 1:9

Cristã. Estudante de psicologia, amiga e sonhadora. Inquieta e tagarela. Amante dos cachos, apaixonada por vírgulas. Posso dizer que amo estar envolvida nas questões sociais e fazer novas amizades. Sempre aberta ao diálogo e a dar conselhos sobre os mais diversos temas. Amo escrever e por isso criei o blog. Um sonho: ter um livro publicado! Quer conversar? Chama nas redes sociais ou no email, será muito legal bater um papo com você.

  • Minha avó era o contrário: loira de olhos azuis, sempre detestou ter cabelo liso e fez muito permanente. Minha mãe, filha dela, até hoje corta o cabelo com bastante camadas para simular ondas, pois já não tem coragem de encarar o formol do permanente como fazia nos anos 80 hehe No colégio em que estudei, aliás, os meninos sacaneavam muito uma menina que tinha o cabelo naturalmente muito liso, apelidaram-na de “chapinha”… Eu também fui muito sacaneada na escola (melhor aluna desde a alfabetização, prato cheio para a turma da bagunça), mas isso nunca foi problemático para mim, pois sempre tive uma personalidade extremamente forte e uma postura muito “dane-se” para qualquer coisa que dissessem, sempre respondendo à altura. Enfim, não conheço uma pessoa sequer que não tenha sido sacaneada por alguma característica que lhe era intrínseca… Faz parte da vida; faz-nos crescer por expor que nem todo mundo é amigo e faz-nos mais fortes por exigir-nos personalidade para superar/revidar.

    Entendo, contudo, que para alguns de fato requer coragem enfrentar tudo isso e sair por cima. Parabéns por ter tido coragem 🙂 <3

    Beijos e excelente feriado!

    • Verdade Thaís! Aprendi na psicologia a não medir a dor do outro como se fosse nossa, pq de fato não é! Só quem sente, sabe o quanto sente e o quanto aquilo pode ser difícil.. mas é legal tudo isso, pq quanto mais nos expomos e nos permitimos, mais criamos a resiliência e quando as outras coisas forem nos acontecendo saberemos como passar por cada situação e extrair dela algo que sirva de experiência!
      Obrigada pelo feedback!

  • Eu sempre fico impressionada (e feliz) com o quanto o fato de nós cacheadas estarmos nos assumindo vem contribuído com a nossa autoestima <3 Você é lindona, Van, parabéns pelo seu ato de coragem 😀

    • Obrigada Rafa!! É verdade, muita cacheada se assumindo e se amando!
      Obrigada pelo comentário!

  • Bianca Pacheco

    O post foi lindo! Se permitir ser você mesma é um ato de coragem lindo! Continue sempre se permitindo, se reinventando!

    • Sim Bia.. se permitir e crescer sempre! Obrigada pelo comentário!

  • Você é linda!! ♥ Se permita sempre Vanessa!

    • Grazy, muito obrigada pelo comentário! Você é linda ♥

  • Realmente, ter coragem é muito diferente de não ter medo. Coragem é fazer tudo da mesma forma, doa a quem doer. É difícil se largar, mas quanto mais concessões nós damos a nós mesmas, mais fácil tudo fica. É se soltando aos poucos, que não sentimos toda essa nóia de que vai dar tudo errado.
    É libertador quando nos aceitamos como somos e começamos a mudança de dentro para fora.
    Te desejo uma vida cheia de conquistas, se é isso que você quiser! Tudo de bom na sua jornada!
    Abraços

    • Bruna, obrigada pleo comentário.. maravilhoso saber que existem outras pessoas levando essa mensagem de aceitação doa a quem doer! Muito obrigada mesmo pelos votos, desejo o mesmo para você!

  • Priscila Gonçalves

    Acho tão lindo quando alguém mais do se aceitar como é usa sua prórpia experiencia como exemplo para os outros. Nunca gostei dos padroes de beleza impostos pela sociedade e sempre fui uma chata por conta dos meus cachos rs
    Tb estou aprendendo a ousar mais e sendo muito feliz, mas ainda tenho muitos planos para seguir e o medo me impede. Tb peço a Deus para deixar de ser assim
    Bjs e lindo texto

    • Prih o medo ainda me impede até de sonhar, mas eu tenho aprendido constantemente a ir mesmo assim. Sabe é difícil, mas Deus tem me ajudado. Coloque um pé e mesmo que não tenha chão tenha fé que Deus vai dar um jeito. Ele é bom nisso! Se não fizermos nossa parte nunca conseguiremos!!!!

  • Isabella Chrystina

    Adorei o post Van, esse tema foi mto interessante, muito bom saber que mesmo com medo vc tem ido atrás dos seus sonhos. *-* bjsss

    • Amei esse tema, queria ter tido mais tempo para fazer um tecto melhor e mais explicativo! Verda Isa, o medo não pode nos paralisar! Beijos!!

  • Sei bem do que está falando, Van!
    Assim como você, tinha meus problemas internos, devido os padrões estabelecidos ao meu redor, e acreditava ter de me adaptar a eles, ou não seria bonita o suficiente para ser considerada digna de não ouvir comentários negativos; e isso até em casa mesmo.
    É necessária muita aceitação para chegar no ponto de ter coragem de olhar pra esses padrões e reconhecer que eles não fazem o menor sentido…
    Fico feliz que tenha conseguido ver a pessoa linda que é.
    Beijão!

    • Acreditar que temos que nos adaptar é sufocante!! Meu Deus, essa corrida por tentar ser boa o suficiente nos faz negar quem somos né? Concordo com você quando diz que é necessária muita aceitação, pois se não tivermos firmes nessa aceitação interior viveremos uma mascara só para dizer que não nos importamos! Muito obrigada mesmo pelo comentário Jamile. *-*

  • Sabe que meu cabelo é do pior tipo..um tipo ondulado sem definição e cheio de frizz muito complicado, se visse fotos antigas minha olhaaaa daria razão pros meninos me zoando, cara, eu era feia hahahaa
    Hoje me achei no cabelo curto e sou feliz demais com ele assim…
    Também sofri bullying e sei bem como pessoas podem ser crueis, mas nós superamos e seguimos em frente e isso é sim um ato de coragem.
    Amei seu post, você é sim uma inspiração porque muitas meninas ainda lutam para se aceitar e você é lindaa então, parabéns.
    Bjs

  • Lari Reis

    Se assumir e se reinventar, se reerguer. São atos de coragem distintos, mas ainda parecidos, eu acho. Tudo tem a ver com a vontade de ser quem somos e não estarmos presos a nada. É sempre bom ter exemplos de como isso é possível… Em meio à cobranças, padrões, tristezas… há sempre a possibilidade de se perder. Pensar que uma mesma pessoa pode se libertar mais de uma vez e o fez mesmo quando pensava que não seria possível é sempre inspirador 🙂

    • Que comentário maravilhoso Lari! Penso dessa forma, em meio a tanto padrão podemos nos perder, mas saber que existe a possibilidade de se encontrar é fantástico! Obrigada por enriquecer o texto com seu comentário!!!!