Fui feita para a eternidade

Quando vejo o céu, me vejo em você. Os pecados que me perseguem, parecem pequenos mediante a tua graça. Seu amor me constrange, fazendo com que eu me renda. Não há nada em mim que você não conheça. Não há nada em mim que você não aceite.

Com minha identidade restaurada me lanço em teus braços. Percebo que não há motivo para esconder aquilo que você já conhece e ignora. Cada parte é importante, cada detalhe altamente relevante. Sinto que uma onda de amor vem em uma velocidade absurda quebrando os sentimentos que criavam barreiras que me impediam de chegar até você.

Enquanto o sol nascia, você sorria para mim. Mostrava-me seu amor e os planos que existiam em seu coração. Nesse mesmo instante eu percebia: Ele havia plantado a eternidade em meu coração. Fui feita para a eternidade. Por isso, nenhum desejo efêmero cabe em meu peito. O céu nunca foi o limite, para mim, ele sempre foi o começo, o início de tudo.

Texto escrito dia 14/10/2016 as 5:30am no avião, indo de Salvador para São Paulo, destino: conferência Dunamis.

Follow on Bloglovin

Cristã. Estudante de psicologia, amiga e sonhadora. Inquieta e tagarela. Amante dos cachos, apaixonada por vírgulas. Posso dizer que amo estar envolvida nas questões sociais e fazer novas amizades. Sempre aberta ao diálogo e a dar conselhos sobre os mais diversos temas. Amo escrever e por isso criei o blog. Um sonho: ter um livro publicado! Quer conversar? Chama nas redes sociais ou no email, será muito legal bater um papo com você.